16 de fevereiro de 2015

MONSTRA 2015



No ano em que celebra os seus 15 anos, a Monstra descobre a América Latina, dedicando-lhe uma grande retrospectiva

A MONSTRA – Festival de Cinema de Animação de Lisboa regressa em 2015, de 12 a 22 de março, para celebrar os seus 15 anos. Nesta edição, o festival irá prestar homenagem ao cinema de animação da América Latina, com uma grande retrospetiva. Ao todo serão exibidos 75 filmes, 6 longas-metragens e 5 sessões de curtas-metragens destes países.

Para comemorar os seus 15 anos, a MONSTRA vai lançar durante o festival um dvd que compila 15 filmes de animação para os mais novos. Ainda no âmbito destas celebrações, João Garção Borges, realizador do extinto programa da RTP2, Onda Curta, irá programar uma sessão dedicada aos melhores filmes apresentados na MONSTRA e neste programa televisivo. O programa de documentários da Monstra, Dokanim, irá apresentar filmes do Festival DokLeipzig que refletem os 15 anos da Monstra. Ainda para celebrar estes 15 anos, haverá uma sessão dos melhoresvideoclips feitos em cinema de animação e outra de cinema de animação experimental. Já na FNAC Chiado e Fábrica Braço de Prata, serão exibidos os 15 cartazes da Monstra, desde o nascimento do festival, em 2000.

Como tem vindo a ser habitual, a MONSTRA dedica uma secção ao cinema de animação japonês. Este ano, é prestada uma homenagem a um dos criadores dos estúdios Ghibli, o realizador Isao Takahata. Marca esta homenagem a estreia do seu mais recente filme “The Tales of  the Princess Kaguya“ (Conto da Princesa Kaguya). Serão exibidos mais 4 filmes do realizador e ainda “Wind Rises”, de Hayao Miyazaki, que estreou, com enorme sucesso, na MONSTRA em 2014 e que se prepara para chegar às salas de cinema portuguesas, logo após a MONSTRA 2015. Ainda nesta secção, irá ser projetado “Kingdon of dream and Madness” (Reino de Sonho e Fantasia), um documentário sobre Isao Takahata e Hayao Miyazaki, que dá a conhecer o trabalho destes realizadores durante o processo de criação dos filmes “The Tales of  the Princess Kaguya“ e “Wind Rises”.

Um dos grandes destaques deste ano, é a estreia absoluta no nosso país do filme “Shaun the Sheep” (A Ovelha Choné). A série dos estúdios  britânicos Aardman, que é transmitida desde 2007 em televisões por todo o mundo, chega em 2015 às salas de cinema e a MONSTRA terá o privilégio de o exibir em primeira mão, em Portugal. Além do filme, a MONSTRA convidou realizadores e produtores dos estúdios Aardman para apresentar o filme e realizar uma masterclasse sobre o processo de criação deste “Shaun the Sheep”. Ainda nas estreias de longas metragens destaque para a primeira sessão europeia do Filme “Café – Dois Dedos de Prosa, do Brasileiro Maurício Squarisi, a estreia nacional de “Pos Eso” do realizador já premiado na Monstra SAM ou ainda “Jack and Cuckoo Cloock Heart” (Jack Coração de Relógio de Cuco). 

Na secção históricos, serão exibidos “Le Roi et l'Oiseau” (O Rei e o Pássaro”), de Paul Grimault, que, para Fernando Galrito, diretor artístico da MONSTRA, “é um dos melhores filmes de animação de todos os tempos e que em 2015 comemora 60 anos” ou ainda um filme maestro na arte da animação de marionetas, “Krysar o Flautista de Hamelin”, do checo Jiri Barta.

Nas secções competitivas, haverá espaço para a competição de curtas, longas, curtíssimas (curtas até 2 minutos) e a competição portuguesa (Prémio SPA / Vasco Granja). Destaque para as 5 curtas portuguesas no programa da competição internacional.

Uma das novidades mais aguardadas deste ano, é o "Cinema Mais Pequeno do Mundo". Numa sala apinhada de gente, 9 espectadores a cada meia hora, vão ver e votar para o melhor filme mais curto do festival. Serão seis sessões com cerca de 15 minutos cada que compõem este, com atribuição de troféus aos filmes mais votados.

A MONSTRINHA volta a ter sessões nas escolas e para as escolas, com uma programação a pensar no público mais novo. Este ano, a MONSTRINHA associou-se a vários agrupamentos escolares da cidade de Lisboa e do município de Almada, atingindo um universo de crianças superior a 80.000.
Pela primeira vez, a pensar nos estudantes mais velhos, a MONSTRA criou uma programação específica e vai até às universidades, com a MONSTRA Universitária.

Como é habitual, haverá ainda sessões da MONSTRINHA para Pais e Filhos, com filmes como “Song of the Sea” (A Canção do Mar), sessões que decorrerão nos dois fim-de-semana do festival no Cinema São Jorge, Cinema City Alvalade e Cinema Ideal.

No ano em que se assinala os 80 anos da morte de Fernando Pessoa, o Festival MONSTRA convida o artista media Rui Madeira, Sónia Aránguiz e Max Hatler para conceberem três instalações inspiradas na vida e obra do escritor português. Será também criado um flipbook inspirado no trabalho de Fernando Pessoa e que estará à venda durante o festival.

Na formação, destaque para a masterclasse sobre cinema estereoscópio, ou um workshop sobre a TagTool uma ferramenta desenvolvida para tablets, criando animação em tempo real e interagindo com música ou som. Haverá ainda duas oficinas de marionetas, uma sobre construção e animação, por Spela Kadez e outra sobre animação de marionetas por MilanSvatos, o animador dos maiores mestres da animação Checa.

Para pais e filhos, serão desenvolvidas quatro oficinas, cujo objetivo é fazer um filme de animação em família.

Além de Lisboa, a Monstra em 2015 vai estar noutras cidades do país e ilhas, sendo que cada cidade terá uma secção competitiva e um painel de jurados.

De 12 a 22 de Março, a MONSTRA à solta em Lisboa.

Sem comentários: