28 de Novembro de 2010

Opinião - Uma viagem espiritual

Título: Uma viagem espiritual
Autor: Nicholas Sparks, Billy Mills
Editora: Editorial Presença

Sinopse:
David nunca esqueceria aquele Verão. Era então um rapazinho, que acabara de perder a sua irmã adorada e, na verdade também, a sua melhor amiga. depois da morte da mãe, anos antes, ela era a fonte da sua alegria de viver. E agora que a perdera, o jovem índio mergulhara num desespero sombrio e o seu pai começara a inquetar-se, pois conhecia o terrível poder destrutivo desse sentimento. Tinham sido anos muito duros, aqueles... Felizmente, àquela família índia, discriminada pelos novos americanos, restava ainda o poderoso legado das suas tradições ancestrais. O pai viu o pesar que consumia o filho e compreendeu. Entregou-lhe o rolo de pele pintado à mão, puído pelo decorrer do tempo. Daquelas imagens e símbolos emanava uma força misteriosa. Foi esse o ponto de partida para uma estranha viagem, que mudou para sempre a vida de David.
Esta história, inspirada na cultura dos índios Lakota é produto de uma co-autoria particularmente feliz. Mundialmente conhecido a partir das Olimpíadas de 1964, Billy Mills foi, ele próprio, tema inspirador de um filme que ficou célebre: Running Brave.

Opinião por Carla Rodrigues:
A obra Uma Viagem Espiritual conta-nos a história de um jovem índio que perde a sua mãe quando era criança e anos depois a sua irmã predilecta. No seguimento destes acontecimentos o jovem fica com uma depressão profunda, deixando de fazer as coisas, ficando sem ânimo para continuar a viver. O seu pai, por sua vez, tenta ajudar o filho a sair da depressão argumentando que a sua irmã mesmo não estando presente fisicamente estaria a vê-lo e que o facto de o jovem estar tão desanimado também a fazia ficar triste. Com a esperança de ajudar o filho, entrega-lhe um rolo de pele pintado explicando-lhe que ele tem de descobrir o significado das imagens do rolo, mas que para isso é necessário que o jovem embarque numa jornada.
No dia seguinte o jovem saiu de casa com o pergaminho, ao longo da viagem este jovem depara-se com importantes lições de vida.
Os autores pretendem com esta obra, aconselhar o leitor a dar importância a pequenos momentos da vida, a valorizar não apenas os bens materiais, mas sim cultivar o lado espiritual, é também uma preciosa ajuda para todos aqueles que estão a experienciar o sentimento de perda, sendo que esta perda poderá ser no sentido da morte, mas também poderá ser interpretada como uma ruptura entre duas pessoas.
É um excelente livro para quem necessita de reflectir acerca da sua vida, bem como um óptimo guia que poderá conduzir o leitor a descobrir o seu caminho para a felicidade.

Sem comentários: