30 de janeiro de 2012

Convite Objectiva


Novidade Civilização para Janeiro

Título: Irmã
Autora: Rosamund Lupton
Tradução: Odete Martins
Páginas: 369
PVP: 15,90€

Sinopse:
Quando Beatrice recebe um telefonema frenético a meio do almoço de domingo e lhe dizem que a sua irmã mais nova, Tess, desapareceu, apanha o primeiro avião de regresso a Londres. Mas quando conhece as circunstâncias que rodeiam o desaparecimento da irmã, apercebe-se, com surpresa, do pouco que sabe sobre a vida de Tess – e de que não está preparada para a terrível verdade que terá de enfrentar.
A Polícia, o noivo de Beatrice e até a própria mãe aceitam ter perdido Tess, mas Beatrice recusa-se a desistir e embarca numa perigosa viagem para descobrir a verdade, a qualquer custo.

Sobre a autora:
Rosamund Lupton ensina Literatura Inglesa na Universidade de Cambridge. Depois de vários empregos em Londres, incluindo copywriting e revisão para a Literary Review, venceu uma competição para jovens escritores e foi selecionada pela BBC para um curso de jovens escritores. Também foi convidada para o grupo de escritores do Royal Court Theatre. Escreveu guiões originais para televisão e cinema, antes de escrever o seu primeiro romance, Irmã, um bestseller no Reino Unido e nos EUA. O seu segundo romance, Afterwards, também já é um bestseller no Reino Unido.
Rosamund vive em Londres, com o marido e os dois filhos.

Novidade Sextante Editora para Janeiro

Título: A grande arte
Autor: Rubem Fonseca
Págs.: 344
PVP: € 16,60

A grande arte é um extraordinário romance sobre o crime nas altas esferas sociais e no bas-fond do Brasil, assassinos profissionais, um advogado vingador e a «grande arte» de manejar uma arma branca.
Rubem Fonseca venceu por cinco vezes do Prémio Jabuti e foi agraciado, em 2003, com o Prémio Camões. No catálogo da Sextante Editora encontram-se já os romances O seminarista e Bufo & Spallanzani, sendo o segundo um dos finalistas ao Prémio Literário Casino da Póvoa/Correntes d’Escritas.

Sinopse:
«O assassinato de duas prostitutas, no Rio de Janeiro, que, de início, parece obra de um maníaco sexual, abre uma caixa de Pandora de onde vão brotando, no decorrer de uma ação trepidante, as complexas ramificações de um tenebroso sindicato do crime. A história passa-se em boîtes e bares sórdidos, em sumptuosas mansões do Rio, em vilarejos da fronteira entre a Bolívia e o Brasil, onde reinam a cocaína e o crime, bem como na interminável viagem de um comboio que percorre metade do Brasil com couchettes que rangem sob o peso de casais fazendo sexo.»
Do posfácio de Mario Vargas Llosa

Sobre o autor:
Contista, romancista, ensaísta, guionista e «cineasta frustrado», Rubem Fonseca só precisou de publicar dois ou três livros para ser consagrado como um dos mais originais prosadores brasileiros contemporâneos. Com as suas narrativas velozes e sofisticadamente cosmopolitas, cheias de violência, erotismo, irreverência e construídas em estilo contido, elíptico, cinematográfico, reinventou para a língua portuguesa uma literatura noir ao mesmo tempo clássica e pop, brutalista e subtil.
Em 2003, ganhou o Prémio Juan Rulfo e o Prémio Camões, o mais importante da língua portuguesa. Recebeu cinco vezes o Prémio Jabuti. Com várias das suas histórias adaptadas ao cinema, ao teatro e à televisão, Rubem Fonseca já publicou treze coletâneas de contos e mais de uma dezena de romances.

Novidades Quinta Essência para Janeiro

Título: Ascensão à Meia-Noite
Autor: Lara Adrian
N.º de Páginas: 344
PVP: 13,50€

Sinopse:
Impelido pela dor e pela raiva por causa de uma enorme traição, o guerreiro Rio dedicou a sua vida à guerra contra os Renegados. Não deixará nada interpor-se no seu caminho – muito menos uma mortal com poderes para expor toda a raça vampírica. Mas agora um mal antigo foi despertado e aproximam-se tempos sombrios…
Para a jornalista Dylan Alexander, o que começou como a descoberta de um túmulo secular oculto acabou por se converter numa espiral de violência e segredos. Porém, nada é mais perigoso que o homem marcado e letalmente sedutor que surge das sombras para a puxar para o seu mundo de desejos sombrios e noite eterna. Ali ela não consegue resistir ao toque de Rio, mesmo enquanto revela uma ligação surpreendente ao seu próprio passado.
Dylan tem então de escolher: deixar o reino noturno de Rio, ou arriscar tudo pelo homem que lhe mostrou a verdadeira paixão e os prazeres infinitos do coração.

Sobre a autora:
Em criança, Lara Adrian costumava dormir com os cobertores quase sobre a cabeça, com medo de vir a ser vítima de vampiros. Mais tarde, sob a influência de Bram Stoker e Anne Rice, foi levada a interrogar-se se o seu medo não seria antes outra coisa: um desejo secreto de estar num mundo mais sombrio, de viver um sonho perigoso e sensual com um homem sedutor de poderes sobrenaturais. É essa mistura de medo e desejo que alimenta hoje as fantasias de Laura e a ideia que ela explora na série «Raça da Noite», bestseller do New York Times e vendida em 16 países. Com as raízes familiares a estenderem-se até aos primeiros colonos chegados a bordo do Mayflower, Lara Adrian vive com o marido no litoral da Nova Inglaterra, rodeada por cemitérios seculares, pelo moderno conforto urbano e pela inspiração infinita do oceano Atlântico. Para saber mais acerca dos seus romances, visite www.laraadrian.com

Título: Tudo se perdoa por amor
Autor: Patricia Scanlan

Sinopse:
Nada como um bom casamento… para dar início a Terceira Guerra Mundial!
E é exatamente o que vai acontecer se Connie Adams, a mãe da noiva, não conseguir melhorar as relações entre Debbie e o pai.Barry faz questão que a sua emproada segunda mulher e a filha adolescente, sempre mal-humorada, o acompanhem no grande dia, mas Debbie preferia casar num supermercado a tê-las no seu casamento.E, como se não bastassem já a Debbie todas estas coisas, a sua chefe anda a fazer-lhe a vida num inferno e ela começa a desconfiar que o noivo tem algumas hesitações relativamente ao casamento…
Por isso, viverão todos felizes para sempre ou estará a família inteira a encaminhar-se para o divórcio?

Sobre a autora:
Patricia Scanlan nasceu e vive em Dublin. Os seus livros, todos êxitos de vendas, estão traduzidos em várias línguas. Sempre se interessou pelo mundo da edição e trabalhou em part time como consultora numa editora internacional. Embora adore escrever ficção, Patricia anseia verdadeiramente ser convidada para escrever um livro sobres os Grandes Spas de Luxo do Mundo ou as Lojas Mais Elegantes de Paris… não importa quais.

Novidades Bis para Janeiro

Sinopse:
Quando o narrador – um escritor frustrado e hipocondríaco – se desloca a Budapeste para um encontro literário, está longe de imaginar até onde a literatura o pode levar. Planeando uma viagem rápida e sem contratempos, acaba por conhecer um escritor italiano mais jovem, mais enérgico e muito pouco sensato,
que o convence a ir com ele até Sabaudia, em Itália, onde o famoso produtor de cinema Don Metzger reúne um leque de convidados excêntricos numa casa escondida no meio de um bosque.
Neste romance absorvente e magnificamente narrado, com alguns dos melhores diálogos da literatura portuguesa, João Tordo coloca a sua arte ao serviço de uma história carregada de suspense, em que o amor e a literatura se misturam com sexo, crime e metafísica, agarrando o leitor da primeira à última página.

Sobre o Autor:
João Tordo nasceu em Lisboa em 1975. Formou-se em Filosofia e estudou jornalismo e Escrita Criativa em Londres e Nova Iorque. Em 2009 ganhou o Prémio Literário José Saramago com o romance As Três Vidas (2008) depois de, em 2001, ter vencido o Prémio Jovens Criadores na categoria de Literatura. O seu primeiro romance, O Livro dos Homens Sem Luz, já reeditado pela Dom Quixote, foi publicado em 2004 e o segundo, Hotel Memória, em 2007; todos os seus livros foram sucessos de crítica. Trabalha como guionista, tradutor, cronista e formador em workshops de ficção. Escreveu contos para diversas colectâneas, bem como séries de televisão e uma longa-metragem. Os seus textos apareceram em publicações como o Jornal de Letras, Elle, Egoísta, Semanário Económico, Diário de Notícias e O Independente. Anatomia dos Mártires, publicado em Novembro de 2011 pela Dom Quixote, é o seu mais recente romance.

Sinopse:
O narrador, um jovem professor primário, está apaixonado por Sumire, uma rebelde que conheceu na Universidade. Um dia, num casamento, Sumire conhece Mil, uma mulher fascinante e misteriosa, de meia-idade, por quem se apaixona loucamente, acabando por se transformar na sua secretária. Partem para a Europa, numa busca que as empurra para uma estranha e mútua descoberta, e também para um desenlace assombrado.

Sobre o Autor:
Haruki Murakami nasceu em Quioto em 1949. Estudou teatro grego antes de gerir um bar de jazz, em Tóquio, entre 1974 e 1981. Referido, ainda e sempre, como forte candidato ao Prémio Nobel da Literatura, Murakami é, cada vez mais, um autor de culto, lido por todas as gerações e procurado com especial curiosidade pelos jovens leitores. É um dos escritores japoneses contemporâneos mais divulgados em todo o mundo sendo, simultaneamente, aplaudido pela crítica, que o considera um dos «grandes romancistas vivos» (The Guardian) e a «mais peculiar e sedutora voz da moderna ficção» (Los Angeles Times).

Sinopse:
Neste terceiro volume da trilogia Millennium, Lisbeth Salander sobreviveu aos ferimentos de que foi vítima, mas não tem razões para sorrir: o seu estado de saúde inspira cuidados e terá de permanecer várias semanas no hospital, impossibilitada de se movimentar e agir. As acusações que recaem sobre ela levaram a polícia a mantê-la incontactável. Lisbeth sente-se sitiada e, como se isso não bastasse, vê-se ainda confrontada com outro problema: o pai, que a odeia e que ela feriu à machadada, encontra-se no mesmo hospital com ferimentos menos graves e intenções mais maquiavélicas… Os elementos da SAPO continuam as suas movimentações; Mikael Blomkvist tenta de todas as maneiras ilibar Salander; Dragan Armanskij, o inspector Bublanski e Anita Giannini unem esforços para que se faça justiça; Erika Berger sente-se também ameaçada; e quem é Rosa Figuerola, a bela mulher que seduz Mikael Blomkvist?

Sobre o Autor:
Stieg Larsson (1954-2004) foi jornalista e editor da revista Expo. Foi um dos maiores peritos mundiais no estudo de movimentos antidemocráticos, de extrema-direita e nazis. Morreu subitamente pouco tempo depois de entregar à editora sueca os três volumes da trilogia Millennium.
Tragicamente, não viveu para assistir ao fenómeno mundial em que a sua obra se tornou.

Sinopse:
Numa época em que vivemos obcecados com o físico, a verdade é que pouco sabemos sobre o fascinante funcionamento do nosso corpo. Conscientes disso, os médicos Michael F. Roizen e Mehmet C. Oz juntaram-se para escrever um dos mais populares guias de saúde de que há memória. Ambos partiram do princípio de que mais vale prevenir do que remediar. E chegaram à conclusão de que o primeiro passo nesse sentido é o autoconhecimento – quanto mais soubermos sobre os nossos órgãos e a química que nos move, mais poder teremos para desenvolver um modo de vida saudável.
O que sabemos, realmente, sobre o nosso corpo? Que mitos devem ser quebrados? Quais os segredos do nosso coração, cérebro, sistema digestivo e reprodutor? Como cuidar de cada um deles?

Sobre os Autores:
Dr. Michael F. Roizen – há 12 anos que faz parte da lista dos melhores médicos dos EUA. Especialista em Medicina Interna, preside ao Departamento de Anestesia da Universidade de Chicago. É o criador de um conceito inovador chamado RealAge, através do consegue determinar a idade real (ou seja, biológica) dos seres humanos.
Dr. Mehmet C. Oz é considerado um dos mais cotados cirurgiões cardiovasculares, mas prefere prevenir as doenças cardíacas a ter de operar. Desde 2009 que tem o seu próprio programa de televisão, The Dr. Oz Show, com enorme sucesso.

Novidades Porto Editora para Janeiro

Título: Às Vezes o Mar Não Chega
Autor: Sofia Marrecas Ferreira
Págs: 184
PVP: 14,40 €

Sinopse:
«... Ambrósia suspeitou que o seu destino e o das mulheres do Monte das Pedras estavam para sempre ligados ao do Monte do Fidalgo, embora não soubesse exatamente como. Mas era uma coisa assim, um presságio que reconhecia e que pairava no ar, no desenho das estrelas, na respiração da terra, no palpitar das searas, nas nuvens do céu, nas lágrimas que entornava e que davam de beber às rãs. Por isso, pensava que Deus a queria ali, grande como um gigante e velha como um século, para olhar pelo futuro das três irmãs e, quem sabe, para protegê-las de si próprias.»
Três irmãs apaixonadas pelo mesmo homem. Uma jovem adolescente, Amália, que tem por única companhia a sua boneca Contratempo. Uma cigana centenária, Ambrósia, que tem o coração do tamanho do mundo e é capaz de ler nas suas próprias lágrimas as pulsões mais profundas daqueles que a rodeiam.
Sofia Marrecas Ferreira transporta-nos de novo a um mundo mágico e real, reconstituindo uma saga familiar que serve de suporte a uma reflexão literária sobre o encanto e as desilusões de uma cultura ancestral – a do Alentejo.

Sobre a autora:
Sofia Marrecas Ferreira estudou Línguas e Literaturas Românicas na Universidade Clássica de Lisboa, licenciou-se na Universidade de São Paulo, Brasil, e obteve o mestrado no King’s College, em Londres, com uma tese sobre «O Lisboeta Queirosiano».
Às vezes o Mar não Chega é o seu sexto romance, depois de Mulheres de Sombra (Prémio Máxima de Revelação), Uma História de Família, Da Cor dos seus Olhos, Só por Amor e O Sangue da Terra, este último publicado pela Porto Editora.

Título: Uma Fazenda em África
Autor: João Pedro Marques
Págs: 432
PVP: 16,60 €

Sinopse:
Uma história de amor e aventura nos primórdios da colonização de Moçâmedes.
Ao acordar em sobressalto naquela noite de junho de 1848, a jovem Benedita não podia imaginar a transformação radical que a sua vida iria sofrer. Um ano volvido, tendo perdido tudo o que a prendia a Pernambuco, embarcava com escassos haveres e o coração apertado em direção a Moçâmedes. Consigo seguia mais de uma centena de portugueses que, desiludidos com o Brasil, procuravam uma nova oportunidade, fundando uma colónia agrícola do outro lado do Atlântico. Uma Fazenda em África acompanha a vida e as histórias dos primeiros colonos numa terra brutal, trazendo à superfície os sucessos e desaires, os perigos e as surpresas da sua fixação num território inóspito e selvagem.
Baseado numa investigação histórica meticulosa e tendo como pano de fundo a colonização de Moçâmedes, este novo romance de João Pedro Marques leva-nos por uma África simultaneamente enternecedora e inclemente, carregada de exotismo e em cujos trilhos a aventura e o amor caminham de mãos dadas.

Sobre o autor:
João Pedro Marques nasceu em Lisboa, em 1949. Foi professor do ensino secundário e, depois, durante mais de duas décadas, investigador do Instituto de Investigação Científica Tropical e Presidente do Conselho Científico desse Instituto, em 2007-2008.
Doutorado em História pela Universidade Nova de Lisboa, onde leccionou durante a década de 1990, é autor de dezenas de artigos sobre temas de história colonial, e de vários livros, dois dos quais publicados em Nova Iorque e Oxford (The Sounds of Silence, 2006; e, em co-autoria, Who Abolished Slavery? A Debate with João Pedro Marques, 2010).
Em 2010 lançou o seu primeiro romance histórico, Os Dias da Febre, publicado pela Porto Editora.

Título: Anjos na Neve
Autor: James Thompson
Tradutor: Mário Dias Correia
Págs: 248
PVP: 16,60 €

Há dez anos que o americano James Thompson foi viver para a Finlândia, onde se inspirou para escrever o seu primeiro romance, Anjos na Neve, o novo título da coleção Alta Tensão, que a Porto Editora publica no dia 23 de janeiro.
O sucesso deste policial foi imediato e, para além de os direitos de tradução já estarem vendidos para 10 países, Anjos na Neve foi escolhido como um dos melhores vinte livros do ano pela Booklist, tendo igualmente sido nomeado para o Edgar Allan Poe Award da Mystery Writers of America 2011 e para o Anthony Award for Best Novel.
O grande escritor de policiais americano Michael Connelly recomenda-o: «Um livro fantástico. Deixei-me conduzir de imediato a um estranho mundo novo, ficando seu prisioneiro da primeira à última página. Uma obra magistral.»

Sinopse:
O inspetor Kari Vaara é o protagonista deste romance que nos leva ao submundo violento e obscuro da Finlândia, onde a noite polar, kaamos, é a época mais lúgubre do ano. Quando uma bela imigrante somali aparece brutalmente mutilada num campo coberto de neve,com uma injúria racista gravada no ventre, Kari Vaara sabe que é crucial manter o crime em segredo, pois este seria um escândalo num país que convive mal com a sua xenofobia.
Por outro lado, as exigências da investigação começam a afetar o seu próprio casamento – Kate, a atual mulher, norte-americana, adapta-se mal à cultura e ao modo de vida finlandês. E o próprio Vaara vê-se inesperadamente confrontado com o passado: as suas suspeitas sobre o assassino da jovem somali recaem no homem por quem a sua primeira mulher o trocou…

Sobre o autor:
James Thompson, nascido e criado no Kentucky, vive na Finlândia há dez anos e reside atualmente em Helsínquia com a mulher. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro, estudou Sueco e Finlandês e trabalhou como barman, segurança, operário da construção civil, fotógrafo, negociante de moedas raras e soldado. Anjos na Neve é o seu primeiro romance.

Novidade Oficina do Livro para Janeiro

Título: O Pecado e a Honra
Autor: Maria João da Câmara
PVP: 15,50 €
N.º de Páginas: 360

Sinopse:
Até se cruzar com D. Manuel, Isabel era uma noviça que devotava o seu amor apenas a Deus. Um dia, traída pelo coração, cede ao desejo do futuro monarca. Desta relação nasce Teresa, que crescerá longe dos pais. Anos mais tarde, já com D. Manuel no trono, Teresa, viúva e com duas filhas, conta com o apoio do pai para refazer a sua vida com Rodrigo, escrivão da Fazenda. Dará, então, início a uma saga familiar que se irá prolongar por mais de um século, marcado por intrigas palacianas, campanhas militares, jogos de política internacional e pela sincera devoção a um Reino.
Reconstruindo de maneira rigorosa o quotidiano social da época e com uma trama brilhante onde coexistem lealdade e cobiça ou amor e perdão, O pecado e a honra é uma obra apaixonante, que não deixará de prender o leitor mais exigente.

Sobre a Autora:
Maria João da Câmara nasceu em Lisboa, em 1964. Estudou História na Universidade Nova de Lisboa, é mestre em História Moderna e doutoranda em Arquivística Histórica. Autora de vários trabalhos científicos na área da História, dedica-se actualmente à escrita e à investigação, tendo publicado os romances históricos Um Príncipe Quase Perfeito e Crónica de Amor e Mar e os ensaios Pedro de Figueiredo (1657-1722) – Uma Biografia, João Branco Núncio (1901-1976), História do Desporto Equestre Português, Orey, Uma Família, Uma Empresa – 1886-2006 e Cristo Rei, Espiritualidade e História. O Pecado e a Honra é a sua primeira obra na Oficina do Livro.

Novidades Planeta para Janeiro

Título: Um Erro Inconfessável
Autor: Emma Wildes
N.º de Páginas: 320 páginas
PVP: 18,85 €

Depois do sucesso de Uma Aposta Perversa, Lições de Sedução e Um Homem Imoral, chega agora o novo romance de Emma Wildes, uma combinação perfeita entre sensualidade e erotismo.

Sinopse:
Um romance de época, com um enredo original, personagens arrojadas, histórias paralelas e uma história de amor e paixão avassaladoras, o princípio ao fim.
Madeline May, a jovem viúva Lady Bewer, encontra-se num terrível dilema. Vítima de chantagem, que se transforma em homicídio, torna-se claro que só um homem a pode ajudar: Luke Daudet, o mal-afamado visconde Altea, que está habituado a lidar com homens de reputação duvidosa e que ela despreza com todas as suas forças.
Luke reconhece a atracção que Madeline exerce sobre ele e o perigo que representa. Desde o momento em que se conheceram – e após uma inesquecível noite de paixão –, que sabe que é diferente.
E quando recebe o fatídico pedido que lhe enviou, apercebe-se de que não conseguirá manter-se afastado...

Sobre a autora:
Emma Wildes cresceu a devorar livros e a escrita nasceu naturalmente. A autora costuma dizer que adora escrever porque adora ler. Estudou na Universidade de Illinois é e licenciada em Geologia. Vive em Indiana com o marido e três filhos. Foi a autora n.º 1 do Fictionwise, WisRWA Reader’s Choice Award, vencedora na categoria de Romance Histórico em 2006, do Lories BestPublished, e em 2007 vencedora do Eppie para o melhor romance erótico. Saiba mais sobre a autora em: www.emmawildes.com

Título: Os Segredos da Maleta Vermelha
Autor: Alexandra Leal/ Paula Cosme Pinto
PVP: 14,41€
N.º de Páginas: 168

Sinopse:
A Maleta Vermelha é uma sex-shop ao domicílio, para mulheres, certo? Sim. Mas não só. Abra a maleta e venha espreitar um mundo feito de mel e piripiri que rompe com falsos mitos, onde cabem histórias reais de gente empreendedora, algumas gargalhadas e muito prazer sem complexos.
Um livro que despe de preconceitos a vida sexual das mulheres portuguesas
Sem tabus, Alexandra Leal, a mulher que introduziu em Portugal a mais famosa empresa de tuppersexo, conta-nos a história de uma boa ideia de negócio que se transformou numa missão: ajudar as mulheres a apimentar a sua relação e a quebrar a rotina sexual.
Júlio Machado Vaz faz o prefácio do livro, que inclui também recomendações de alguns dos principais sexólogos e médicos especialistas em sexualidade.

Sobre as autoras:
Alexandra Campos Leal não acredita numa biografia de feitos académicos. «Não são os títulos que me definem como pessoa!» Mãe de duas crianças que pretende que sejam úteis à sociedade e detentora dum projecto de acredita estar a mudar a vida das mulheres. Tem trabalhado por uma mentalidade mais livre de preconceitos e pelo fim dos tabus sexuais.
Paula Cosme Pinto é jornalista no jornal Expresso, onde assume a co-autoria do blogue A Vida de Saltos Altos, cujas crónicas sobre o universo feminino foram publicadas em livro no fim de 2011.

Título: Manual para não morrer de amor
Autor: Walter Riso
PVP:14,41€
N.º de Páginas: 320 páginas

Sinopse:
Recuse-se a sofrer por amor.
Declare-se em greve afectiva, faça as pazes com a solidão e abandone a necessidade de ter uma relação acima de tudo e a qualquer preço.
Resgate o amor-próprio, o seu primeiro grande amor, a partir de onde se constroem todos os outros.
Para muitos, o amor é um fardo pesado, uma doce e inevitável dor ou uma cruz que carregam às costas, porque não sabem, não podem ou não querem amar de uma forma saudável e inteligente.
Para quê um amor assim?, pergunta o psicólogo Walter Riso.
A verdade é que nem todas as pessoas fortalecem e desenvolvem o seu potencial humano com o amor; muitas enfraquecem, anulam-se e deixam de ser elas próprias, na ânsia de querer manter uma relação tão irracional quanto angustiante.
Para amar não é preciso morrer de amor, sofrer, perder o norte, ou alterar a sua identidade: isso é intoxicação afectiva.

«Para que uma relação funcione têm de existir três elementos: química e desejo (Eros), logo é necessário haver cumplicidade e companheirismo entre ambos (Filia), o que pressupõe 70% para uma boa relação. E, por último, é importante a partilha e a ternura (Ágape), que a dor do meu parceiro me doa a mim também.» Walter Riso

Não morrer de amor é rejeitar qualquer vínculo afectivo que nos sujeite a uma relação doentia e castrante. Que podemos fazer, então?
É possível amar sem nos enganarmos tanto e de modo a que o sofrimento seja a excepção e não a regra?
É possível amar sem sofrer e, mais do que isso, amar com prazer e sentir a sua sempre arrebatadora paixão?
Para dar resposta a todas estas perguntas, o reconhecido psicólogo e especialista em relações de casais, Walter Riso dá-nos as soluções e as ferramentas para ajudar a superar os desgostos amorosos e a mudar o conceito de amor tradicional por um mais inovador e saudável.

Dez Princípios de Sobrevivência Afectiva
1. Se já não é amado, aprenda a perder e retire-se com dignidade.
2. Casar como o amante é como deitar sal na sobremesa.
3. Nem contigo nem sem ti? Fuja para bem longe!
4. O poder afectivo pertence àquele que menos precisa do outro.
5. Um prego nem sempre arranca outro prego, muitas vezes ficam os dois lá dentro.
6. Evite o sacrifício irracional; não se anule para que o seu par seja feliz.
7. Se o amor não se vê nem se sente, não existe ou não lhe serve.
8. Não idealize o ser amado: veja-o como ele é, com frieza e sem anestesia.
9. O amor não tem idade, mas os apaixonados têm.
10. Algumas separações são instrutivas: permitem-lhe saber o que não quer do amor.

Sobre o autor:
Walter Riso nasceu em Itália, em 1951. Era ainda muito jovem, quando a família emigrou para a Argentina e aí cresceu num bairro multiétnico, no seio de uma comunidade de emigrantes italianos.
Estudou psicologia na Universidade de Colômbia, movido pela sua constante curiosidade e inquietação. Especializou-se em terapia cognitiva e fez um mestrado em bioética. Desde há trinta anos, exerce psicologia clínica, actividade que alterna com o exercício da cátedra universitária e a realização e publicações científicas e de divulgação em diversos meios.
Os seus livros cumprem o objectivo a que se propôs: o de criar uma vacina contra o sofrimento humano, ao propor estilos de vida saudáveis nas diferentes etapas da vida. O êxito dos livros de Walter Riso é esmagador. Actualmente reside em Barcelona.
Consulte o sítio do autor: www.walter-riso.com

Título: Cascas, Talos, Folhas e outros tesouros nutricionais
Autor: Alexandre Fernandes
PVP: 16,65€
N.º de Páginas: 336

Sinopse:
Não desperdice o que lhe faz bem.
Comer saudável é aproveitar todos os nutrientes que os alimentos nos dão: compre menos, desperdice pouco, coma melhor!
Todos os dias deitamos para o lixo autênticos tesouros nutricionais. Parece-lhe estranho?
Então veja como se podem preparar mais de 180 receitas deliciosas e originais com cascas, talos e outros desperdícios que são, muitas vezes, a parte mais nutritiva dos alimentos.

Sobre o autor:
Alexandre Fernandes é licenciado em Nutrição e Engenharia Alimentar (2002) e em Ciências da Nutrição (2010). Realizou várias pós-graduações em diferentes áreas ligadas à saúde e nutrição e é orientador em diversas formações.
Presença habitual nos meios de comunicação social, tem sido convidado, ao longo dos últimos anos, a participar em programas de rádio e televisão. A sua colaboração estende-se a jornais e revistas.
A par da sua actividade clínica, Alexandre Fernandes é autor de vários livros sobre saúde e nutrição.
Para mais informações consulte o site do autor: www.bemnutrir.com

Novidade Ésquilo


Título: Grandes Enigmas da História de Portugal, vol. III - Dos Descobrimentos ao Marquês de Pombal
Autor: Miguel Sanches de Baêna e Paulo Alexandre Loução (Coord.)
Formato: 17x24 cm.
Nº de páginas: 496
Preço: 23,90 euros

Sinopse:
Depois das grandes descobertas portuguesas que revolucionaram científica e geopoliticamente o mundo, o império português entrou em decadência ainda no século XVI. Alcácer-Quibir é disso um símbolo, no entanto, a história de D. Sebastião foi alvo de uma lenda negra que ainda permanece com muitos enigmas por decifrar.Após sessenta anos de domínio espanhol, Portugal reergue-se para um novo ciclo onde a figura multifacetada e poliédrica do Padre António Vieira assume destaque no século XVII. Já o século XVIII é palco do conflito ideológico protagonizado pelos Jesuítas e Marquês de Pombal, após o Terramoto de 1755.

Todo um período histórico pleno de enigmas por desvendar:
- O Cavaleiro da Cruz que apareceu em Veneza era mesmo D. Sebastião que sobreviveu à Batalha de Alcácer-Quibir? Filipe II de Espanha sabia que D. Sebastião de Portugal ainda estava vivo?
- D. Sebastião foi representado como Cavaleiro do Graal?
- A Casa de Bragança tem ascendência judaica?
- O Paço ducal de Vila Viçosa foi um centro de resistência ao domínio filipino?
- Os espanhóis tentaram assassinar D. João IV?
- O Quinto Império do Padre António Vieira era herético à luz da ortodoxia católica?
- Há um mito negro sobre o século XVII português?
- Há uma relação entre as doutrinas alquimistas e o V Império?
- Foi uma portuguesa que escreveu o primeiro livro feminista?
- Ainda há segredos por revelar relativamente ao grande sismo de 1755?
- O Marquês de Pombal descendia de uma «escrava negra»?
- O Marquês de Pombal era um tirano ou um grande estadista iluminado?
- Os reis absolutistas festejavam com o povo?

Novidades Sextante Editora para Fevereiro

Título: Cinzas de Abril
Autor: Manuel Moya
Tradução: Henrique Tavares e Castro
Págs.: 328
PVP: € 16,60

No dia 2 de fevereiro, a Sextante Editora publica Cinzas de Abril, de Manuel Moya, um romance que tem como pano de fundo a tensão social e política nas vésperas da revolução de Abril e como protagonista um amor impossível.
Vencedor do Prémio Fernando Quiñones, Cinzas de Abril é um romance realista e poderoso sobre uma felicidade impossível, que tem lugar em Lisboa e em Paris.
Manuel Moya, poeta espanhol e tradutor de Fernando Pessoa e Miguel Torga, vai estar presente no encontro Correntes d’Escritas, onde participará numa sessão na Póvoa de Varzim e, posteriormente, na mesa-redonda que se realiza em Lisboa, no Instituto Cervantes, no dia 28 de fevereiro.

Sobre o livro:
Nas vésperas da revolução de Abril, uma rapariga de família burguesa apaixona-se por um idealista radical, antigo amigo de infância, que transformará a sua perceção da vida social e política.
Envolvem-se ambos na luta contra a ditadura e formam um comando terrorista que terá por missão sequestrar um agente da PIDE. Este caso, e um mistério familiar a ele ligado, vai mudar a vida pessoal de Sophia.
Em Paris cruza-se com outro português, desertor e vivendo de esquemas, cuja amizade a acompanhará por toda a vida.
Ambos atravessam os dias da revolução de Abril com paixão, vivendo a ilusão desses tempos em que o «impossível foi possível».

Sobre o autor:
Escritor, tradutor e crítico literário, nasceu em 1960 em Fuenteheridos (Huelva), onde reside. Como poeta tem uma obra já vasta, distinguida, entre outros, pelo Prémio Ciudad de Córdoba, o Prémio Ciudad de Las Palmas e o Prémio Fray Luis de León. É autor de livros de contos e de vários romances. Além do Livro do desassossego, de Fernando Pessoa, traduziu autores como José Saramago, Miguel Torga, Lídia Jorge e Mia Couto. Cinzas de Abril, o seu mais recente romance, obteve em 2010 o Prémio Fernando Quiñones.

Título: Baku, últimos dias
Autor: Olivier Rolin
Tradução: Manuela Torres
Págs.: 176
PVP: € 14,40

Depois de uma nota biográfica que prevê a sua morte em Baku no ano de 2009, Olivier Rolin decide, apesar das recomendações dos amigos, viajar até essa cidade para confirmar se a profecia da sua morte se irá ou não cumprir-se.
O autor estará em Lisboa no âmbito do encontro «Lisboa nas narrativas: olhares do exterior sobre a cidade antiga e contemporânea», que decorrem entre os dias 1 e 8 de fevereiro, no Palácio Belmonte. Inserido no evento está o lançamento de Baku,
últimos dias, que se realiza no dia 6, pelas 18h30, e cuja
apresentação está a cargo de Nuno Júdice.

Sobre o livro:
Em 2003, regressando do Afeganistão, tive de parar em Baku, no Azerbaijão. Fiquei num hotel chamado Apcheron, nome da península sobre a qual a cidade foi construída. Escrevia na alturaSuite no Hotel Crystal, um livro composto por umas quarenta histórias passadas em quartos de hotel do mundo inteiro. O nome Apcheron, tão próximo do do rio dos mortos grego, sugeriu-me a ideia de aí encenar o meu próprio suicídio. A nota biográfica na capa do livro viria a mencionar a minha data de nascimento e de morte: Boulogne-Billancourt, 1947 – Baku, 2009. A partir de 2004, eu tinha pois morrido em Baku em 2009, no quarto 1123 do Hotel Apcheron.
À medida que esse fatídico ano de 2009 se ia aproximando, as recomendações dos amigos tornavam-se mais insistentes: se fores convidado para ir a Baku em 2009, não vás! Estes alertas fizeram naturalmente nascer em mim a ideia de que, pelo contrário, devia mesmo ir a Baku, para honrar uma espécie de promessa e aí permanecer o tempo suficiente para dar à ficção da minha morte à beira do Cáspio uma razoável hipótese de se concretizar. Este livro é, em certa medida, o diário da minha estada na cidade onde era suposto morrer. Retratos, coisas vistas, sonhos, leituras, notas de viagem, evocação de figuras do passado, etc. Claro que se tratava de um jogo, iniciado por um jogo de palavras, mas esse jogo dava um certo colorido aos meus pensamentos, orientava até certo ponto as minhas imaginações e mesmo os meus olhares.

Sobre o autor:
Olivier Rolin nasceu em França, a 17 de maio de 1947, e passou parte da sua infância em África. Deu-se a conhecer com o romance Phénomène futur (1983), sendo hoje um dos nomes mais respeitados do panorama literário francês. Em Portugal estão traduzidos os seus romances O bar da ressaca, A invenção do mundo, Porto-Sudão (Prémio Femina 1994), O cerco de Cartum, Tigre de papel (Prémio France Culture 2003 e finalista do Prémio Goncourt), Suite no Hotel Crystal, o relato de viagem O meu chapéu cinzento e o ensaio Paisagens originais. Olivier Rolin escreve também reportagens para vários jornais e é atualmente editor.
Um caçador de leões, publicado pela Sextante em 2009, foi finalista dos Prémios Goncourt e Renaudot no ano anterior.

Novidades Papiro Editora para Fevereiro

Título: Gota Vermelha de Chama Sagrada
Autor: Hilda Martins
N.º de Páginas: 76
PVP: 9.80€

Jardins desertos

Estátuas geladas ao amanhecer
Elas esperam-te nos jardins desertos
Onde nenhuma flor se atreve

Cinzento é o dia e geométricos
Os caminhos inutilmente traçados
Jardins de portões escancarados
Loucura que os humanos temem

Vê a tua pátria – reconhece-la?

Sobre a autora:
Hilda Martins nasceu há muitos anos. Precoce quando criança. Revoltada quando adolescente. Desadaptada quando adulta. De tanto ter errado conseguiu, finalmente sossegar.


Título: Investigação em Trabalho Social – N.º1: Exclusão social e políticas sociais
Autor: Coord. Adriano Zilhão (vários)
N.º de Páginas: 140
PVP: 10€

Este é o primeiro número da revista Investigação em Trabalho Social, uma série de publicações de divulgação de estudos no âmbito na investigação social. Exclusão social e políticas sociais contém quatro artigos de especialistas na área.

Sobre os autores:
Vincent de Gaulejac:
Sociólogo e professor de sociologia na Université de Paris VII;
Maria Cidália Queirós: Professora auxiliar do ISSSP. Doutorada em Sociologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Marielle Christine Gros: Professora auxiliar do ISSSP. Doutorada em Ciências Aplicadas ao Meio Ambiente pela Universidade de Aveiro
Stéphane Rullac: Educador especializado e doutor em Antropologia (EHESS de Paris);
Manuela Pires de Carvalho:Professora auxiliar do Instituto Superior de Serviço Social do Porto. Doutorada em Filosofia pela Universidade do Porto.
Coord. Adriano Zilhão :Professor auxiliar do Instituto Superior de Serviço Social do Porto. Doutorado em Urbanismo pela Universidad de Valladolid

Apresentação de Livro:
A Papiro Editora e o ISSSP vão fazer o lançamento da Revista do Centro de Investigação do ISSSP – “Investigação em trabalho social – N.º : Exclusão social e politicas sociais” que terá lugar dia de Fevereiro pelas 15 horas nas instalações do ISSSP, Av. Dr. Manuel Teixeira Ruela, Senhora da Hora.

23 de janeiro de 2012

'Donas de Casa Desesperadas' estão de volta à FOX Life

AS DONAS DE CASA MAIS SEXY E IMPREVISÍVEIS DA TELEVISÃO ESTÃO DE VOLTA À FOX LIFE


- Drama feminino está no princípio do fim sendo a oitava temporada a última da série
- Vencedora de três Golden Globes e sete Emmy Awards

ESTREIA da 8.ª Temporada de ‘Donas de Casa Desesperadas’ segunda-feira, dia 30 de janeiro, às 21h25, em episódio duplo, na FOX Life

Lisboa, 23 de janeiro de 2012 – O quarteto de mulheres mais elegantes e desequilibradas da televisão está de volta para mais peripécias. A “limpar” a casa da FOX Life há sete temporadas, as ‘Donas de Casa Desesperadas’ estreiam agora a oitava e última temporada da série no dia 30 de janeiro, às 21h25 em dose dupla. Depois de vários anos e muitas histórias que valeram três Golden Globes e sete Emmy Awards, o drama feminino mais famoso da última década está a chegar ao fim.

Na reta final da temporada, as expectativas estão em alta sobre o que vai acontecer às quatro protagonistas, Gaby (Eva Longoria), Susan (Teri Hatcher), Lynette (Felicity Huffman) e Bree (Marcia Cross). ‘Donas de Casa Desesperadas’ é uma série com uma visão contemporânea da ideia do “felizes para sempre”. Com uma perspetiva mais negra e de um humor sombrio sobre os subúrbios americanos, esta produção segue os segredos das donas de casa que nunca são o que parecem à primeira vista. Para provar a sua irreverência, o episódio piloto de ‘Donas de Casa Desesperadas’ começou com o suicídio de Mary Alice Young (Brenda Strong) na sua casa perfeita dos subúrbios. A partir daí, fazendo comentários do seu ponto de vista (já morta), Mary leva-nos pelos meandros da sua família, dos seus amigos e dos seus vizinhos.

‘Donas de Casa Desesperadas’ foi uma das grandes séries dos últimos anos que conquistou uma vasta legião de fãs e que vai deixar saudades.

Fonte: Fox International Channels Portugal

15 de janeiro de 2012

Novidade Porto Editora para Janeiro

Título: Lágrimas na Chuva
Autor: Rosa Montero
Págs: 360
PVP: 16,60 €

Surgindo como uma homenagem ao filme de culto Blade Runner, este é um livro que nos transporta para o ano 2109, uma altura em que coabitam humanos e replicantes, numa convivência, porém, preconceituosa, desconfiada e violenta, culminando numa tensão social que pode ser fatal.
Em Lágrimas na Chuva, Rosa Montero não se limita, no entanto, a descrever esta realidade, mas antes confronta-nos com questões relacionadas com a luta pela sobrevivência, a ética individual e a busca de identidade. Ao mesmo tempo, utiliza o futuro para nos alertar para o presente.
Em fevereiro, Rosa Montero vai participar no festival Correntes d’Escritas, na Póvoa de Varzim, e depois estará em Lisboa, para contactos com a Comunicação Social.

Sobre o livro:
Estados Unidos da Terra, Madrid 2109.
Uma série de replicantes parece estar a enlouquecer, cometendo assassinatos brutais e suicidando-se de seguida. A detetive Bruna Husky, uma replicante de combate, é contratada para descobrir quem e o que está por detrás desta onda de loucura coletiva, num entorno social cada vez mais instável. Entretanto, o arquivo central de documentação da Terra está a ser alvo de pirataria informática: uma mão anónima anda a manipular a História da Humanidade.

Feroz, solitária, inadaptada, e dolorosamente consciente de cada minuto de vida que lhe resta, Bruna Husky mergulha numa conspiração xenófoba mundial, enfrentando a constante suspeita de traição dos que se dizem seus aliados, e encontrando na companhia de uma série de marginais – capazes de conservar a razão e a ternura no meio da loucura da perseguição – uma vitalidade aguerrida.
Lágrimas na chuva é um romance futurista sobre a sobrevivência, sobre a ética política e individual, sobre o amor e a necessidade do próximo, e sobretudo sobre a memória e a busca de identidade. Rosa Montero transporta-nos a um futuro imaginário, coerente e poderoso, para melhor nos alertar sobre os perigos das grandes opções do presente.

Sobre a autora:
Rosa Montero nasceu em Madrid em 1951 e estudou Jornalismo e Psicologia, ao mesmo tempo que colaborava com grupos de teatro independentes. Desde 1976 que colabora em exclusivo com o jornal El País, tendo obtido em 1980 o Prémio Nacional de Jornalismo e em 2005 o Prémio Rodríguez Santamaría de Jornalismo, como reconhecimento dos méritos de toda a sua carreira profissional. Figura central da literatura espanhola contemporânea, a sua vasta obra de romancista está traduzida nas mais diversas línguas.
Por A Louca da Casa recebeu o Prémio Grinzane Cavour de literatura estrangeira e o Prémio Qué Leer para o melhor livro espanhol, distinção que também lhe foi atribuída, em 2006, por História do Rei Transparente. No catálogo da Porto Editora figura já o seu anterior romance, Instruções para Salvar o Mundo (2008).

Novidades Presença para a 1.ª quinzena de Janeiro

Título: A Última Noite no Chateau Marmont
Autor: Lauren Weisberger
P.V.P.: 15,75 €
Nº de Páginas: 336

Sinopse:
Brooke e Julian estão casados há cinco anos e têm uma vida pacata e feliz em Nova Iorque. Mas o seu dia a dia está prestes a mudar radicalmente quando a carreira de Julian como músico alcança reconhecimento à escala nacional. Do dia para a noite, ambos passam a conviver com celebridades, a frequentar os locais mais exclusivos, a ser convidados para as festas mais mediáticas… e a estar sob o olhar constante e indiscreto dos paparazzi. Brooke não se sente confortável com todas as atenções voltadas para si e, quando fotografias comprometedoras de Julian aparecem nas páginas dos tabloides, sente que tem de tomar uma decisão. Poderá o seu casamento sobreviver àquela noite no Chateau Marmont?

Título: Uma Questão de Orgulho
Autor: Linda Carlino
P.V.P.: 16,64 €
Nº de Páginas: 376

Sinopse:
Carlos V tem sido considerado o maior imperador do Sacro Império Romano desde Carlos Magno, mas terá sido mesmo? Em Uma Questão de Orgulho, a autora deixa-nos com uma visão bastante cética daquele que foi um dos homens mais poderosos da Europa no século XVI. Quando Carlos se retira para um pequeno mosteiro isolado na região oeste de Espanha, traz com ele inúmeras recordações do seu passado. Mas as pessoas à sua volta encarregam-se de nos dar uma perspetiva mais completa e por vezes surpreendente dos acontecimentos recordados por Carlos…

Carlos V, imperador do Sacro Império Romano – rei, soldado, amante. Uma história de poder, paixão e arrependimento.

Título: O Pequeno Livro da Amizade
Autor: Christine Coirault
P.V.P.: 5,98 €
Nº de Páginas: 40

Sinopse:
Queres ter amigos para toda a vida?
Mas como hás de encontrá-los e, mais importante ainda, como manter uma verdadeira amizade com eles? É fácil!
Para fazeres amigos e para que todos gostem de ti, lê este livro e nunca te esqueças de uma coisa: sê sempre sincero!

Estes pequenos livros são os livros ilustrados que todos os pais e educadores sempre quiseram ter. Através deles, vão poder ensinar coisas importantes às crianças de uma forma divertida.

Recomendado dos 4 aos 6 anos

Título: O Karaté te dou eu
Autor: Geronimo Stilton
P.V.P.: 7,65 €
Nº de Páginas: 128

Sinopse:
«Certa manhã, o Hiena apareceu em minha casa e arrastou-me com ele até Portorrato. Até aqui tudo bem. Mas afinal, dirão vocês, que aventura é esta? O problema é que sou obrigado a participar no Campeonato Mundial de Karaté! E só tenho uma semana para aprender todos os segredos de um autêntico cinturão negro…»



Título: O Estado do Universo
Autor: Pedro G. Ferreira
P.V.P.: 15,21 €
Nº de Páginas: 232

Sinopse:
A teoria do Big Bang, o modelo do universo ainda hoje mais popular, foi arquitetado em equações matemáticas simples e elegantes, com base na teoria da relatividade geral de Einstein e em conceitos como o da geometria do espaço-tempo, a gravidade, a mecânica e a física quânticas. No entanto, graças aos rápidos avanços da tecnologia, começaram a surgir factos que põem em causa esses princípios teóricos. O Estado do Universo oferece-nos uma panorâmica magistral da constituição do pensamento cosmológico, dos Gregos à atualidade, passando por Newton e Einstein, entre outros grandes teóricos, com propostas inovadoras para decifrar o mistério das origens.

Título: Voa Comigo!
Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez
P.V.P.: 7,20 €
Nº de Páginas: 152

Sinopse:
Edu é um menino de onze anos que sonha vir um dia a ser piloto-aviador, como o pai. Sonha cruzar os céus infinitos nas asas de um lindo avião. Todos apoiam o seu grande desejo, o pai, a avó Aninha, com quem ele vive, e até a mãe, que está internada num hospital psiquiátrico. Embora tenha sempre alimentado a esperança de voltar a ver os pais juntos, Edu vê-se obrigado a encarar a realidade quando o pai lhe comunica que vai voltar a casar... Mas, de repente, tudo muda quando ele reencontra um amigo muito especial, alguém capaz de lhe revelar um segredo maravilhoso — que o amor torna tudo possível: a vida, a criatividade e a alegria.

Título: O Doce Veneno do Escorpião
Autor: Bruna Surfistinha
P.V.P.: 11,35 €
Nº de Páginas: 128

Sinopse:
Aos dezassete anos, Raquel Pacheco abandona a vida de menina de classe média alta para se tornar Bruna Surfistinha, uma garota de programa de luxo que recebe clientes seleccionados no seu apartamento dos subúrbios de São Paulo. Durante três anos, Bruna vive uma aventura erótica absolutamente livre que a leva a experimentar todo o tipo de fantasias sexuais. E são justamente os relatos picantes dos programas que fez com homens, mulheres e casais que Bruna nos conta neste seu livro de memórias, provocador e inesquecível, que nos revela toda a sua história e que se assume também como guia sexual. O Doce Veneno do Escorpião será editado em diversas línguas e tem já garantida a passagem ao grande ecrã.

Porto Editora edita quatro novos títulos do Alfa

Em novembro, a Porto Editora anunciou novos títulos do Alfa para 2012. Aí estão os primeiros: quatro livros de atividades, sendo que um é para pintar e os restantes ajudam na aquisição e consolidação de conceitos.
Vem Pintar!, Cores e Formas, Os Números e As Letras estão disponíveis nas livrarias a partir de 16 de janeiro.
O Alfa não está presente apenas em contexto curricular. Bem a propósito deste Vem Pintar!, deve referir-se que o apelo à criatividade faz parte da história desta personagem desde o início. A prová-lo está o enorme sucesso das iniciativas de Carnaval e de Natal (com mais de 4500 cartazes decorados), promovidas em 2011 junto das escolas.
Estes novos títulos, para crianças com mais de quatro anos, alargam as atividades plásticas e ludoeducativas a um contexto extraescolar.

O Percurso do Alfa:
O Alfa é o protagonista de um projeto inovador que a Porto Editora criou, em 2009, para o 1.º Ciclo do Ensino Básico, e que marca uma rutura com o que até então se fazia. A simpática personagem amarela é umextraterrestre, nascido no planeta Maquineta, que chegou à Terra para aprender, ajudar a aprender e fazer amigos. Hoje, dá cara a manuais escolares e livros de apoio para o 1.º Ciclo. No ano letivo 2011/2012, cerca de cento e cinquenta mil crianças trabalham com o Alfa. Os professores reconhecem a qualidade pedagógica do projeto e destacam frequentemente a importância do respetivo cariz lúdico. As atividades e passatempos educativos levados a cabo nas escolas tiveram impacto imediato e o sucesso começou a sentir-se também noutros contextos.
No Facebook, o Alfa rapidamente atingiu quarenta mil seguidores. Depois do êxito em contexto escolar, o projeto despertou o interesse de outras áreas. Em abril de 2011, surgiu o CD do Alfa, com músicas que ajudam na aprendizagem dos números e das formas geométricas. Resultado? Entrada para o Top 30 dos discos mais vendidos no país e o lançamento de um DVD com os videoclips.

Novidade Contraponto para Janeiro

Título: Eterna Saudade
Autor:Lia Habel
N.ºde páginas: 408
PVP:16,90€
Data de lançamento: 20 de janeiro

Sinopse:
No ano 2195, em Nova Vitória (uma nação altamente tecnológica baseada nas maneiras, na moral e na moda da antiga era), uma jovem da alta sociedade, Nora Dearly, está mais interessada na história militar e nos conflitos políticos do país do que nos chás e bailes de debutantes. Contudo, após a morte dos pais, Nora fica à mercê da autoritária tia, uma mulher interesseira e esbanjadora que desperdiçou a fortuna familiar e agora pretende casar a sobrinha por dinheiro.Para Nora, nenhum destino poderia ser pior – até que sofre uma tentativa de sequestro por parte de um grupo de mortos-vivos.
Arrancada do mundo civilizado, vê-se subitamente numa nova realidade que partilha com zombies devoradores, misteriosas tropas vestidas de preto e «O Lázaro», um vírus fatal que ressuscita os mortos tornando o mundo num inferno.
O amor faz palpitar todos os corações, mas será capaz de fazer bater até o coração dos mortos-vivos? Poderá uma jovem vitoriana encontrar o verdadeiro amor nos braços de um corajoso zombie?

Eterna Saudade já vendeu mais de oito milhões de exemplares em todo o mundo e está publicado em mais de 20 idiomas.

Sobre a autora:
Lia Habel é uma jovem escritora que mora em Nova Iorque. Fascinada por filmes de zombies e pela era vitoriana, e colecionadora de livros vitorianos eeduardianos, aliou os conhecimentos ao curso de Literatura Inglesa e criou um surpreendente romance de mortos-vivos repleto de suspense e aventuras, loucamente criativo e com bastante comédia macabra à mistura, que irá redefinir para sempre o conceito de amor eterno. Atualmente encontra-se a trabalhar no segundo livro desta série.

Novidade Bertrand para Janeiro

Título: A Decadência do Ocidente
Autor: Dambisa Moyo
N.º de páginas: 272
Data de publicação: 20 de janeiro
PVP: 16,50 €

Considerada uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Time, em 2009, Dambisa Moyo, apresenta uma análise rigorosa, atual e acessível sobre o estado da economia mundial, dando especial ênfase ao choque do Ocidente com as novas potências mundiais.
Até ao final deste século, a maior parte do mundo estará desenvolvida: a era de exceção ocidental terá terminado.

Sinopse:
O cenário idílico que muitos economistas adivinham, em que todos ganharão e em conjunto terão prosperidade, é posto em questão em A Decadência do Ocidente, onde se defende que a complacência do Ocidente em relação aos seus principais argumentos de desenvolvimento – acumulação de capital, acumulação de capacidades e inovação tecnológica – conduziu à sua estagnação.
Com um estilo preciso, analítico e rigoroso, que não raras vezes desperta a polémica, Dambisa Moyo analisa o mundo, como está e como estará em breve.

Novidades Asa para Janeiro

Titulo: Mil Noites de Paixão
Autor: Madeline Hunter
N.º Páginas: 336
Preço: 16.90€

Sinopse:
Eles não têm absolutamente nada em comum. Lady Reyna é uma mulher virtuosa e erudita, que preferia morrer a quebrar uma promessa ou voto. Ian de Guilford é um sensual mercenário, um cavaleiro errante cujo temperamento fogoso lhe valeu a alcunha de Senhor das Mil Noites. Ela não conhecia a sua fama quando, fazendo-se passar por cortesã, transpôs as linhas inimigas com um plano desesperado para salvar o seu povo. Agora que está frente a frente com o guerreiro a cujos encantos, diz-se, é impossível resistir, Reyna apercebe-se de que subestimou o seu inimigo. Ele está decidido a tudo para subjugar a sua virtude. A bem do seu povo, ela não pode ceder... e a sua audácia leva-a a fazer algo com que nunca sonhou: pôr em jogo o seu coração.

Sobre a autora:
Madeline Hunter publicou o seu primeiro romance em 2000. Escreveu já vinte romances históricos e ganhou por duas vezes o prémio RITA, da Romance Writers of America, com Stealing Heaven, em 2003, e Lessons of Desire, em 2008. Quase todos os seus livros figuraram na lista dos mais vendidos do USA Today e é uma das autoras favoritas da publicação Romantic Times. As suas obras encontram-se traduzidas para doze línguas, tendo vendido seis milhões de exemplares. Para além de O Protector, no catálogo da ASA figuram já os seus romances As Regras da Sedução, Jogos de Sedução, Casamento de Conveniência, Os Pecados de Lord Easterbrook e O Protector. Doutorada em História de Arte, dá aulas numa universidade.


Título: A visita inesperada
Autor: Agatha Christie
N.º Páginas: 160
Preço: 10,50€

Sinopse:
Numa noite de nevoeiro cerrado, o carro de Michael Starkwedder despista-se numa estrada rural. Em redor, há apenas uma casa isolada. Quando Michael se aproxima para tentar pedir ajuda, o cenário com que se depara é arrepiante: numa cadeira de rodas, jaz o cadáver de um homem; a seu lado, está uma atraente mulher com uma arma na mão. A solução do caso parece simples, não fosse o facto de o morto ter uma longa lista de inimigos. Michael percebe que está perante o cadáver de um monstro. Quem de entre os muitos alvos da sua malvadez poderá ter cometido o crime? A resposta pode estar dentro da própria casa e dos seus inúmeros suspeitos… Escrito originalmente por Agatha Christie em 1958 como uma peça de teatro, A Visita Inesperada (The Unexpected Guest) foi adaptado para romance por Charles Osborne em 1999.

Sobre a autora:
Agatha Christie nasceu Agatha May Clarissa Miller, em Torquay, na Grã-Bretanha, em 1890. Em 2000, a 31st Bouchercon World Mystery Convention galardoou Agatha Christie com dois prémios: ela foi considerada a Melhor Escritora de Livros Policiais do século XX e os livros protagonizados por Hercule Poirot a Melhor Série Policial do mesmo século.

Título: A vida Secreta das Princesas Árabes
Autor: Jean Sasson
Editora: ASA
N.º Páginas: 624
Preço: 16.50€

Sinopse:
Sultana é o pseudónimo de uma corajosa princesa da Arábia Saudita. Ela é uma das dez filhas da família real mas a sua vida, rodeada de luxo e riquezas inimagináveis, está longe de ser um conto de fadas. No seu país, as mulheres – qualquer que seja o seu estrato social – estão sujeitas à tirania ditada por um fanatismo religioso que promove a poligamia, dá ao homem o poder de castigar cruelmente qualquer mulher e incentiva os casamentos forçados, as mutilações e a violência sexual, as execuções por apedrejamento ou afogamento. Quando aceitou contar a sua história à jornalista e escritora Jean Sasson, Sultana sabia que estava a pôr em risco a própria vida. Foi conscientemente que abdicou da sua segurança pessoal para denunciar o brutal quotidiano das mulheres sauditas. A sua voz dá-nos a conhecer um mundo no qual a sumptuosidade e a extravagância coexistem com a violência e a barbárie. A princesa partilha connosco a sua intimidade e a das mulheres que a rodeiam: as suas filhas, primas, amigas… mas, na sua franqueza e coragem, ela fala por todas as mulheres.

Este volume reúne os livros: SULTANA – A VIDA DE UMA PRINCESA ÁRABE AS FILHAS DA PRINCESA SULTANA DESERTO REAL

Sobre a autora:
Jean Sasson viveu na Arábia Saudita durante mais de dez anos e, atualmente, vive de novo nos Estados Unidos, de onde é natural. O seu profundo conhecimento da região permitiu-lhe escrever uma vasta obra. Os seus livros são bestsellers internacionais e venderam já mais de 14 milhões de exemplares.


Título: O Nascimento de Vénus
Autor: Sarah Dunant
N.º Páginas: 416
Preço: 15,90€
Sinopse:
Alessandra Cecchi tem quase quinze anos quando o pai, um próspero mercador de tecidos, contrata um jovem pintor para pintar um fresco na capela do palazzo da família. Alessandra é uma filha da Renascença, tem uma mente precoce e um temperamento artístico… e rapidamente fica inebriada pelo génio do pintor. Muitos anos depois, a irmã Lucrezia morre no convento onde passou grande parte da sua vida. Perplexas, as outras freiras observam a estranha serpente tatuada no seu corpo. É que, antes de entrar para o convento, a irmã Lucrezia era Alessandra. Jovem, bela e inteligente, ela viveu o esplendor e luxo da Florença renascentista, conviveu com os ricos e poderosos, criou, amou, transgrediu... Como foi ela parar àquele convento? O que significa a tatuagem na sua pele? Quais foram afinal as causas da sua morte? Romance de amor, mistério e arte, O Nascimento de Vénus dá-nos a conhecer um irreverente elenco de mulheres inesquecíveis, que nos abrem as portas da Florença renascentista, um dos mais formidáveis centros de cultura e arte da história da humanidade.

Sobre a autora:
Sarah Dunant é autora de uma aclamada trilogia de romances sobre a Renascença, protagonizados por três diferentes mulheres, e da qual constam O Nascimento de Vénus, Corações Sagrados e Na Companhia da Cortesã, que a ASA publicará em breve. A pesquisa meticulosa da autora deu origem a retratos vívidos da história secreta das mulheres, através das personagens de uma nobre florentina, de uma cortesã veneziana e das envolventes e fascinantes vidas das Irmãs do Convento de Santa Caterina. Corações Sagrados foi finalista da primeira edição do Walter Scott Prize for HistoricalNovels em 2010. Em 1993, Sarah venceu o Silver Dagger for Fiction com Flatlands. Vive atualmente em Londres e Florença.